Conecte-se

FacebookTwitterInstagram

fcd04b73 a05e 4e51 a8c1 57bf54caa1cb

 

Florianópolis – A Polícia Civil, por meio da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRACO) da DEIC, nesta terça-feira, 15, deflagrou a Operação Conexão. Cerca de 230 policiais cumpriram 113 mandados expedidos pela Justiça, sendo 70 mandados de prisão e 43 mandados de busca e apreensão em dez municípios catarinenses - Florianópolis, Blumenau, Gaspar, Joinville, Lages, Palhoça, São José, Águas Mornas, Penha e Corupá. A Operação Conexão resultou na prisão de 55 criminosos (25 pessoas que foram presas em suas residências e outras 30 que já estão no sistema prisional).

 

9027e9a4 767a 4bf0 bfe8 4d1c9340654c

 

De acordo com o Diretor da DEIC, Delegado Anselmo Cruz, as pessoas que foram presas hoje estavam sendo investigadas desde 2017 por integrar organização criminosa. “Esta operação é resultado de um trabalho contínuo de investigação e monitoramento das facções criminosas”, assegurou.

 


Coordenador da Investigação, o titular da DRACO, Delegado Antônio Seixas Joca, destacou que o foco da operação foi nas cidades maiores, como Florianópolis, Joinville, Blumenau e Lages, porém foram identificadas pessoas que operacionalizavam o tráfico em pequenos municípios catarinenses que tinham contatos, inclusive, com criminosos de outros estados.

 

image1cole


O Delegado Geral, Marcos Ghizoni, assinalou que a Polícia Civil tem uma capilaridade que permite atuar ao mesmo tempo em todo o Estado. “Nós conseguimos mobilizar policiais civis em todas as regiões e, assim, podemos ter uma efetividade maior. E isso resulta num trabalho de excelência como a Operação Conexão realizada hoje”, avaliou o Delegado Ghizoni.

 

  
O Secretário de Estado da Segurança Pública, Alceu Oliveira Pinto Junior, apontou que a Operação Conexão é mais uma resposta do Estado no combate à criminalidade com a gestão das operações feitas dentro dos limites da legalidade.